segunda-feira, 28 de junho de 2010

Atacantes se recuperam!


119 gols em 53 jogos. Por enquanto, a Copa do Mundo de 2010 traz uma média de 2,24 gols por partida.

Na primeira fase, a média era bem pior, inferior inclusive a da Copa de 1990, até hoje a mais fraca da história em número de gols.

Cinco jogos já foram realizados nas oitavas-de-final, com 18 gols marcados. Média de 3,6 gols por partida.

A qualidade técnica dos ataques está prevalecendo em relação às defesas na segunda fase do Mundial. O que é ótimo, diga-se de passagem.

Oxalá a média de gols continue aumentando nos 11 jogos restantes deste Copa!

Por falar em ataques, três jogadores buscam recordes pessoais bem interessantes nas partidas derradeiras deste Mundial.

O uruguaio Loco Abreu, por exemplo, está a um gol de igualar a marca de 31 tentos do compatriota Héctor Scarone, maior artilheiro da seleção uruguaia em todos os tempos. O problema é que Abreu não tem entrado em campo, ficando na reserva.

Já o alemão Miroslav Klose está a três gols de igualar a fantástica marca de 15 gols do brasileiro Ronaldo em Copas do Mundo. E a dois de se tornar o maior artilheiro alemão da competição, ao lado de Gerd Müller.

Já o espanhol David Villa, que se tornou o maior artilheiro da Espanha em Copas (três gols em 2006 e três em 2010) está a dois de igualar Butragueño como o espanhol com o maior número de gols numa única Copa e a três de igualar Raul como o maior artilheiro da Espanha em todos os tempos.

Um comentário:

PEDRO disse...

tudo bom thomaz?

eu realmente acho que essa copa estava fraca na primeira fase mas o afunilamento quase obrigou o nivl tecnico a subir.
Eu tambe queria saber se vc nao poderia visitar o site que acabei de fazer. Nao tenho grandes pretensoes mas queria a visita de pelo menos alguns dos jornalistas que gosto do trabalho e acompanho.

Ja escrevi o mesmo no blog do juca kfouri veja so. Acho q vo ficar na saudade.
O site ainda esta em conclusao e tambem nao tenho muito conhecimento mais...

Ele e esse: www.diprimeira.com.br

Abrassos