quinta-feira, 19 de março de 2009

Incoerências e chiliques da mídia esportiva

Dispensável a repercussão na mídia esportiva para a decisão da diretoria corintiana de repassar apenas 6% dos ingressos do clássico de domingo para os santistas.

"Falaram tanto da diretoria do São Paulo e agora fazem o mesmo", bradaram num coro idiota inúmeros colegas de imprensa.

Calma lá, minha gente. São casos totalmente diferentes. Na ânsia de criar polêmica, muitos comentaristas resolveram atacar os cartolas alvinegros sem nem refletir sobre o tema.

Hoje em dia, parece que opinar, informar e debater não é suficiente para a crônica esportiva. Há de se fazer algazarra e semear discussões acaloradas. A notícia e as opiniões coerentes dão lugar a encenações cômicas, que beiram o pastelão, no rádio e na tevê.

Deixando meu desabafo de lado, vamos aos fatos: o Santos tem mandado seus jogos contra o Timão na Vila (um direito legítimo, diga-se de passagem) há mais de dez anos.

Houve um tempo em que os times sempre se enfrentavam no Morumbi, mas num determinado momento a diretoria santista chegou a conclusão que seria benéfico, pensando em resultados no campo, enfrentar o grande rival em casa. Sempre repassando uma carga pequena de ingressos aos corintianos. Nos últimos três anos, por exemplo, uma fatia inferior a 7% dos bilhetes.

Qual é o problema então do Timão copiar a atitude do rival, fazendo valer integralmente seu direito de mandante? Com a diferença de que o torcedor santista poderá ainda comprar ingressos para o setor de numeradas no Pacaembu (além dos mesmos 6% de ingressos, no setor para visitantes), coisa que o corintiano não pode fazer na Vila.

É importante lembrar que a história muda totalmente no clássico Corinthians x São Paulo.

Nas últimas décadas, ao contrário do duelo alvinegro, os dois rivais da capital se enfrentaram quase sempre no Morumbi, com 50% dos ingressos para cada torcida. O Tricolor rompeu com esta tradição (ou acordo de cavalheiros, como dizem alguns) na última partida, o que irritou a diretoria corintiana. Não foi exatamente uma decisão simpática, mas o São Paulo não cometeu nenhum crime.

Agora, a decisão da diretoria corintiana de diminuir a carga de ingressos para a torcida santista só seria incoerente se Santos x Corinthians jogassem sempre no Morumbi, com metade dos ingressos para cada lado, como acontecia até esse ano no clássico contra o Tricolor.

Aí sim os cartolas corintianos estariam repetindo a atitude que tanto criticaram. E aí sim, os jornalistas que gostam mais de carnaval do que de futebol teriam alguma razão para tanto chilique.

7 comentários:

João Pedro disse...

Chilique, foi o que os jornalistas e dirigentes corinthianos fizeram antes do clássico contra o SÃO PAULO.
O TRICOLOR não fez nada de mais, só exerceu o seu direito. Como santos e palmeiras tem feito há anos. O que causou essa alvoracidade, foi a mudança de comportamento da diretoria corinthiana, que foi incoerente.

Thomaz Rafael disse...

Pelo amor de Deus, João Pedro, será que não está claro que são histórias diferentes???? E não estou aqui criticando o ato da diretoria do São Paulo, o ato dos santistas ou o ato dos corintianos. A crítica é para os jornalistas, que não conseguem enxergar uma coisa óbvia... O Tricolor só exerceu seu direito, claro. Como Santos e Palmeiras tem feito há anos. Só que o Corinthians nunca fez alvoroço por causa da atitude da diretoria do Santos. Assim, não tem nada de incoerente a diretoria corintiana agora repetir o que fazem na Baixada. Seria incoerente se os jogos contra o Santos fossem sempre realizados no Morumbi. Aí sim o Corinthians estaria "punindo" o Peixe da mesma maneira que foi "punido" pelo São Paulo. Espero que consiga compreender meu ponto de vista. Abração!

Rodrigo Soares Pinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Soares Pinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Soares Pinto disse...

Mudando de conversa.
Thomaz leia esse texto e comente por favor, será que é um exagero?

http://rodrigopinto.blogspot.com/

Abraços

Rodrigo

Sou se fã

Adônis Adonai disse...

Eu como São-Paulino achei palhaçada do SP.

Sendo assim, será olho por olho, dente por dente, e os clássicos perderá aquele glamour...

A confusão é lá fora, não dentro do estádio, a excessão do clássico Corinthians x Santos.

Daniel disse...

E ai Thomaz como é que tá?
Cara não vou opinar no tema da discussão pois acho que isso já passou e como você não atualizou ainda o blog, estou passando aqui para deixar um grande abraço e dizer que sempre escutei o papo de craque e escutava um pedaço do galera gol, pois chegava na academia e guardava o celular, mas agora levo ele e enquanto vou treinando vou rachando o bico com o programa, ouço até o fim e me divirto muito pois o programa está cada dia melhor. Aliais, escutei o audio do susto do Neto no Éder Luiz e simplesmente quase mijei nas calças de tanto dar risada, principalmente quando imaginava a cara que o Éder deve ter feito na hora.kkkk Amanhã você ira apresentar o Papo de Craque 2, certo? Se não for pedir muito mande um abraço para mim, conhecido como Daniel Zidany pelos meus amigos e torcedor do Tricolaço do Morumbi. Sou fã de todos, mas gostaria de mandar um abraço especial para o Neto, para o André Galvão e para o Maciel.. Ai que susto!!! kkkkk Abraços Thomaz!
Obs: O Porpetone e o fuzil estão disputando o trofeu Feioso 2009 hein...kkkkkk